COMO MANTER O BOM-HUMOR EM MOMENTOS DESAFIADORES

 COMO MANTER O BOM-HUMOR EM MOMENTOS DESAFIADORES
Compartilhe

Diante do ápice da tecnologia na história humana, faz sentido que busquemos a cura para o estresse na tecnologia. 

Esse é o caso da popularização dos serviços de streaming, de audiolivros, de apps para meditação, entre muitos outros. A tecnologia se faz presente em quase todos os momentos da nossa vida, incluindo a educação, o trabalho e o lazer. E estamos fazendo isso de forma acelerada.

Não à toa, a possibilidade de acelerar áudios e vídeos está sendo cada vez mais implementada em diversas plataformas, como o Youtube e o Whatsapp. Estamos acelerando até mesmo o nosso lazer. 

E, com tudo isso, estamos parando de rir.

E rir faz toda a diferença.

A FUNÇÃO SOCIAL DO RISO

O riso e o senso de humor são peças fundamentais do nosso quebra-cabeça cultural.

Não apenas como função social, mas também como função emocional e cognitiva adaptativa. Quando compartilhamos um riso, promovemos a conexão dentro de um grupo, que se une em prol de uma causa – rir de algo juntos.

Poucos momentos são mais aliviadores do que uma piada após um momento de tensão, e nos agarramos a esse riso com esperança. Nesse sentido, um momento de riso indica que nos sentimos relaxados e seguros dentro de um grupo e ambiente, e traz bem-estar para todos os envolvidos.

De acordo com Janet M. Gibson, professora de Psicologia Cognitiva em Grinnell College e autora do livro “An Introduction to the Psychology of Humor”, diversão e boas surpresas adicionam textura às nossas vidas. Alguns até diriam que nos faz sentirmos mais vivos.

Mas isso não é tudo: rir também é capaz de melhorar o nosso humor e tornar mais leve a nossa resposta física e emocional ao estresse. Por exemplo, controlando o nível de serotonina em nosso cérebro, e também limitando a liberação de hormônios como o cortisol, responsáveis pelo estresse. Janet até o considera um antídoto.

BOM HUMOR NOS AJUDA A RESOLVER PROBLEMAS

Você já ouviu falar de um insight?

O termo se popularizou nos últimos anos devido à sua associação com a análise de dados, podendo ser definido como uma observação, um pedaço de informação ou a compreensão da natureza interna das coisas. Em outras palavras, um insight é aquele momento de “Eureka” ou “Aha!”, como quando entendemos uma piada.


Estarmos de bom humor, de acordo com essa pesquisa, tem influência direta na forma como interpretamos uma situação ou resolvemos um problema. Significa que temos maiores probabilidades de resolvermos um problema, como no trabalho, se estivermos bem.

E rir, de acordo com Alison Beard, editora sênior da Harvard Business Review, “estimula não apenas a criatividade e a colaboração, mas também a precisão analítica e a produtividade”.

E COMO PODEMOS INFLUENCIAR O NOSSO BOM HUMOR?

Nesse artigo, falamos previamente de aplicativos que podem nos proporcionar bem-estar. Uma verdadeira farmácia digital.

Mas, como influenciar o nosso bom humor sem um aplicativo?

Momentos de descontração, tanto individuais quanto em equipe, são uma peça fundamental. Memes são poderosas ferramentas sociais, e podem ajudar a aliviar tensões entre as pessoas.

Jogos também são uma poderosa ferramenta, como adivinhação de desenhos ou perguntas e respostas. E, não menos importante, o storytelling em todos os momentos serve como uma oportunidade de trazer humor para situações que poderiam ser formais.

O elemento surpresa, não apenas serve como forma de retenção de textos, como também pode melhorar o nosso humor se forem surpresas positivas.

De acordo com Sophie Scott, neurocientista e professora da University College London, “Se as pessoas estão rindo, é um sinal de que o grupo está em um bom lugar”.

Cabe a nós criarmos ambientes confortáveis e leves que abracem a criatividade.


Compartilhe